Governo se reúne com Sinspmar

Demonstrando o compromisso com o diálogo, a Prefeitura realiza a primeira reunião do ano com os representantes dos servidores públicos municipais

Quinta-Feira, 25/01/2018 | Superintendência de Comunicação

O governo participou ontem (24), no Salão Nobre da Prefeitura, da primeira reunião do ano com representes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinspmar) para tratar de assuntos relacionados aos trabalhadores e sua data-base, que, de acordo com a legislação vigente, é em março. Representando a prefeitura estavam presentes o secretário de Governo e Relações Institucionais; o secretário de Administração, e o superintendente de Gestão de Pessoas.
Após ouvir as reivindicações do Sindicato, o secretário de Governo reafirmou o compromisso de manter o diálogo aberto com o Sindicato para avançar nas questões que envolvam os servidores, mas que tratará qualquer assunto com a máxima responsabilidade, antes de qualquer promessa.
- Antes de nos comprometer com o Sindicato, temos que saber qual o impacto financeiro desta eventual reposição salarial nas contas da prefeitura, - enfatizou o secretário de Governo, completando que a expectativa do governo quando assumiu a Prefeitura era de um cenário muito pior do que o que se apresenta atualmente, referindo-se aos avanços alcançados em 2017 nas contas da Prefeitura.
O secretário de Governo destacou ainda as principais ações da atual administração municipal que comprovam a atenção respeitosa que o prefeito, tem com o servidor, como o pagamento rigorosamente em dia dos salários durante todo o ano de 2017; a diminuição de 800 cargos comissionados e o aumento expressivo de funções gratificadas para o trabalhador de carreira, valorizando-os; a manutenção do emprego, enquanto mais de 14 milhões de pessoas perderam seus empregos (IBGE); antecipação do pagamento do 13º salário em junho (1ª parcela) e início de dezembro; entre outros.
Ao final, o secretário determinou às secretarias de Administração e Finanças verificar a viabilidade financeira para reposição da inflação de 2017. Ele enfatizou ainda que o governo gostaria de estar dando a notícia aos servidores da reposição das perdas salariais e ainda estaria dando ‘x‘ por cento de aumento. Mas que infelizmente isto não é possível no momento.