Prefeitura forma 60 alunos em curso de teatro

Crianças, jovens e adultos participaram durante três meses da oficina “Crescendo em Cena”

Sexta-Feira, 08/06/2018 | Superintendência de Comunicação .

Viver outras vidas através do teatro. Sessenta pessoas, entre crianças, jovens e adultos, tiveram a oportunidade de ter essa experiência por três meses. Durante este período elas participaram da oficina “Crescendo em Cena”, oferecida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, através da Secretaria Executiva de Cultura e Patrimônio, na Casa Larangeiras e no Teatro Municipal, e que está chegando ao fim.
Na quarta (6) e na quinta-feira (7), as duas turmas com crianças e jovens entre 8 e 14 anos, se formaram e pisaram no palco do Teatro Municipal Dr Câmara Torres para apresentar o espetáculo infantil, “A bruxinha que era boa”, clássico da escritora Maria Clara Machado.
- É muito prazeroso ver um palco cheio de pessoas em buscar de aprendizado e uma plateia lotada de familiares vibrando com a atuação deles. Isso, além de formar novos artistas, é formação de plateia. Os alunos podem aprender muito por meio do estímulo artístico e intelectual que um curso de teatro traz. A professora Kelly tem um trabalho lindo de formação – avaliou a secretária de Cultura e Patrimônio, que foi responsável, ao lado do secretário de Desenvolvimento Econômico, por entregar os certificados aos novos atores.
Para alguns alunos essa foi a primeira experiência em cena.
- Foi uma experiência muito legal. Eu nunca tive contato com esse mundo e achei muito interessante. A professora é maravilhosa, ensinou muita coisa e eu fiquei mais solta depois de começar a fazer teatro. Eu sempre gostei desse negócio de sair deste mundo e viver outros personagens. Se tudo der certo eu quero ser atriz – afirmou Clara Cristina, de 14 anos.
Enquanto para alguns esse foi o primeiro contato com a arte de interpretar, outros gostaram tanto do que vivenciaram que estão participando da oficina pela segunda vez.
- Gostei demais de participar todos esses anos, eu fiz a primeira vez e continuei porque eu gostei. A tia Kelly ajudou muito e incentiva a gente. Com certeza pretendo seguir na carreira – afirmou Yasmin Gomes, de 13 anos, que tem com atriz favorita a também angrense Marina Moschen, que está no ar atualmente na novela “Salve o Rei”, da Rede Globo.
De acordo com a professora de teatro e pedagoga, Kelly Oliveira, durante os três meses ela trabalhou com os alunos exercícios de confiança, de voz, coordenação motora e que melhore a autoestima, até entrar com a interpretação em si. Na hora de escolher os textos para as apresentações que marcam o fim da oficina, a prioridade foi para livros de autores conhecidos, como uma maneira de incentivar a leitura. Para a professora não há nada melhor do que ver o brilho de empolgação nos olhos de seus alunos.
- O que mais vale nesse trabalho é isso. Quando a gente apresenta e eu vejo o brilho nos olhos delas, aí vale a pena tudo isso, sem dúvida. É o que mais me dá forças para continuar – explicou.
Na próxima quarta-feira (13), às 19h30, será a vez da turma dos adultos encerrar suas atividades com a apresentação de uma peça. O texto escolhido foi “Comédia da vida privada”, de Luis Fernando Veríssimo. Os ingressos serão vendidos no dia, na bilheteria do teatro, ao custo de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). E provando que na arte não há limites que não possam ser superados, essa turma é especial porque é inclusiva, duas pessoas cegas e três com baixa visão, estão entre os novos atores que entrarão em cena.
- Eu tive que adaptar alguns exercícios, tenho que pensar para que eles não fiquem de fora de nenhuma atividade. Na hora do texto gravamos algumas coisas para eles poderem ouvir, teve ainda um texto que conseguimos passar para o braille, temos que ir fazendo essas adaptações – explicou a professora.
Três turmas estão se encerrando, mas novas vagas serão abertas no início de agosto. As inscrições para a oficina poderão ser realizadas a partir do dia 09 de julho, na casa Larangeiras, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h. Quem for menor de idade deve estar acompanhado de um responsável no momento da inscrição.