10 vagas para Angra em novo edital do Mais Médicos

Novos profissionais vão substituir os médicos cubanos que deixarão o programa

Terça-Feira, 20/11/2018 | Superintendência de Comunicação .

O Ministério da Saúde publicou hoje, no Diário oficial da União, um novo edital para o preenchimento das mais de 8 mil vagas do programa Mais Médicos em todo o país e para Angra dos Reis foram destinadas 10 vagas, assim como ocorria anteriormente. Esse novo chamamento trata-se de uma medida emergencial após o governo cubano ter decidido sair do programa e chamar de volta ao país todos os profissionais que atuam no Brasil.
No momento trabalham na rede pública de Saúde de Angra dos Reis 32 profissionais do Mais Médicos, destes 10 são cubanos. Eles estão presentes nos módulos de Estratégia de Saúde da Família da Vila Campo Belo, Areal 1, Areal – Campo Belo 2, Parque Mambucaba 5, Bracuí 2 e 3, Jacuecanga, Belém 1, Gamboa Ribeira e Japuíba 1. Os médicos cubanos atuarão no município até a data efetiva de retorno para o seu país.
- Esta semana a Secretaria de Saúde fará uma reunião com todos os médicos cubanos para, dentro de nossa governabilidade, conversarmos e apoiarmos esses profissionais que tanto têm se dedicado ao nosso município – informou o secretário de Saúde de Angra,
As inscrições deste primeiro edital estarão abertas a partir das 8h desta quarta-feira (21), vão até às 23h59 de domingo (25) e deverão ser feitas através do site maismedicos.gov.br . Todas as vagas serão ofertadas aos médicos (brasileiros e estrangeiros) com registro no Conselho Regional de medicina (CRM) no Brasil.
No ato de inscrição, o profissional escolherá o município disponível para a atuação. Os médicos devem iniciar as atividades nos municípios a partir de 3 de dezembro, sendo a data-limite 7 de dezembro.
Se houver vagas remanescentes, um segundo edital será lançado em 27 de novembro com vagas para brasileiros formados no exterior e estrangeiros, sem registro no CRM do Brasil (para atuar no Programa, os profissionais sem registro no CRM do Brasil não precisarão fazer o Revalida. No entanto, poderão fazer o Revalida caso queiram exercer atividade também fora do programa).

Secretarias relacionadas: Saúde