Estado de alerta continua em Angra devido a solo encharcado

Segundo a Defesa Civil, é necessário continuar monitorando até que não tenha mais risco de deslizamento

Terça-Feira, 05/02/2019 | Superintendência de Comunicação .

Sem chuva forte, o dia hoje (5) serviu para os funcionários da Prefeitura de Angra, através Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil e da Secretaria Executiva de Serviço Público, vistoriarem áreas afetadas, ontem (4), pelo intenso volume de água que caiu sobre a cidade e agir para minimizar os transtornos vividos pelos moradores.
De acordo com a Defesa Civil, o município continua em alerta devido à saturação do solo. Conforme o solo for secando, mensagens de desmobilização serão enviadas através de SMSs aos moradores dos bairros que continuam com o aviso de evacuação em áreas de risco, como as próximas às encostas e com possibilidade de alagamento.
Equipes da Prefeitura e da Enel trabalham em dois pontos da Estrada do Contorno. Um próximo ao hotel Vila Galé, onde a queda de uma árvore interrompeu o trânsito e na Enseada, local em que um poste fechou a via.
Hoje já foram realizadas diversas vistorias e uma equipe está agora de tarde no Camorim, verificando algumas residências e cortando árvores.
Como não houve procura, os pontos de apoio foram desmobilizados. Caso alguém perceba riscos e sinta a necessidade de deixar sua casa, é só entrar em contato com a Defesa Civil que um agente abrirá um ponto de apoio em um local próximo, que pode ser uma escola ou a sede da associação de moradores, por exemplo.
A Defesa Civil solicita a todos que, caso tenham dúvidas de como agir diante do estado de alerta, que façam contato com o órgão através dos telefones 199 ou 24 33654588.
Moradores que residem em áreas de encosta ou alagamento devem ficar atentos aos SMSs de alerta disparados pela Defesa Civil. Ao receber a mensagem deve-se procurar um ponto de apoio. Para receber os alertas, mande um SMS para o número 40199 e informe na mensagem de texto o CEP de sua residência.