Angra em estado de atenção

As equipes da Defesa Civil e Serviço Público continuam em campo prestando auxílio aos moradores

Quarta-Feira, 06/02/2019 | Superintendência de Comunicação .

Após 36 horas do forte temporal que atingiu a cidade, no fim da tarde e na noite de segunda-feira (4), a Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil da Prefeitura de Angra permanece em campo prestando auxílio à população.
Até o momento, os agentes realizaram 46 vistorias que culminaram na interdição de sete residências, nos seguintes bairros: Areal, Monte Castelo, Santa Rita, Santa Rita do Bracuí, Frade e Parque Mambucaba.
Como o solo continua encharcado, a cidade está em estado de atenção. A Defesa Civil orienta que os moradores das áreas de risco, que receberam o alerta de evacuação, só devem voltar para as suas residências após a instituição enviar a mensagem de desmobilização. Para receber os alertas, a população deve enviar um SMS para o número 40199 e informar na mensagem de texto o CEP de sua residência.
Segundo a metereologia, esta quarta-feira (6) segue com possibilidade de chuva, com tempo encoberto a nublado, com chuva periódica ao longo do dia. O tempo é resultante de um cavado metereológico, que consistem em áreas de baixa pressão que promovem a formação de nuvens carregadas. Esta condição climática atinge especialmente o sul do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, além do litoral de São Paulo.

Vistoria nos bairros
A Secretaria Executiva de Serviço Público também continua nesta quarta (6) os trabalhos de vistorias nos bairros, com o objetivo de levantar as demandas e traçar um plano de ação para minimizar o transtorno dos moradores. Ontem, a equipe percorreu o Parque das Palmeiras, num trabalho conjunto com a Superintendência de Trânsito; a Santa Rita do Bracuí; o Parque Mambucaba; Vila Histórica e a Enseada.
Na Enseada, o deslizamento de uma encosta provocou a queda de uma árvore e um poste, que obstruíram uma via, deixando moradores isolados. Num trabalho conjunto entre a Enel, a Defesa Civil e o Serviço Público, a rede de energia elétrica foi isolada, o vegetal cortado e o poste retirado. A ação foi concluída por volta das 20h30.