Prefeitura informatiza sua rede de saúde

Unidades do Morro da Cruz e Marinas passaram pelo processo neste mês. Redução do uso de papel é uma das vantagens

Quinta-Feira, 30/05/2019 | Superintendência de Comunicação .

A Prefeitura de Angra está modernizando sua prestação de serviço em saúde, por meio da informatização das unidades de atendimento. O trabalho vem sendo desenvolvido desde o início deste ano, com a contratação do Sistema Digital MV para Saúde Pública, e inclui novos computadores, mais pontos de acesso à internet e a unificação do banco de dados do sistema de saúde. Neste mês de maio, as unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do Morro da Cruz e do Marinas foram algumas das contempladas. Todo esse trabalho de informatização, que vem sendo executado pela da Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégica e pela Secretaria de Saúde, busca aumentar a eficiência dos serviços.

Dentre os benefícios do Sistema Integrado e Inteligente de Gestão Municipal de Saúde de Angra dos Reis (Sisar), estão a redução no uso de papel, a salvaguarda da documentação médica do paciente, a agilidade e praticidade no atendimento, além de facilidade na troca de informação entre as unidades.

– O sistema representa também um ganho para a medicina preventiva, já que facilita o levantamento de dados sobre os atendimentos, como, por exemplo, a ocorrência de doenças de acordo com as localidades – acrescenta o secretário-executivo de Planejamento e Gestão Estratégica. – Quando um paciente for a uma unidade de saúde, será possível levantar o seu histórico e saber onde esse paciente recebeu seu último atendimento e por qual razão precisou ser atendido – completa o secretário, sobre uma das vantagens da unificação das informações.

Esse modelo de informatização, que inclui o prontuário eletrônico do paciente (histórico) e o registro eletrônico de saúde (conjunto de informações unificadas), é estabelecido pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Além das ESFs do Morro da Cruz e do Marinas, o Hospital Geral da Japuíba e a UPA são algumas das unidades de saúde que estão concluindo o processo. Até agosto, estão previstas para serem contempladas as unidades das Sapinhatubas 1, 2 e 3; Praia do Anil; Glória 1; Japuíba 1, 2 e 3; Balneário; e Morro do Peres.

O Sisar também garante maior transparência sobre algumas operações realizadas, possibilitando a divulgação de filas de espera para cirurgias e outros atendimentos e valores desembolsados pelos cofres públicos para efetuar cada tratamento. Como parte desta fase de implantação, a prefeitura está explicando o uso do sistema para seus profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros e recepcionistas. As medidas de modernização tecnológica estão previstas também para outras áreas, como educação, administração etc.