Encerramento da Semana do Trânsito

Última das palestras foi realizada em escola do São Bento, com alunos que estão perto de se habilitar como condutores

Quarta-Feira, 25/09/2019 | Superintendência de Comunicação .

Representantes da Superintendência de Transporte e Trânsito da Prefeitura de Angra estiveram na terça-feira, dia 24, no Colégio Estadual Conde Pereira Carneiro, no São Bento, para oferecer a última palestra educativa da Semana do Trânsito. A programação começou na quarta-feira passada e, neste ano, focou nos alunos do segundo segmento.

“Viemos trazer essa mensagem de educação e conscientização no transito para esses alunos que já estão próximos de tirar a habilitação”, disse o assessor de Educação para o Trânsito, um dos palestrantes, que destacou ainda que a mensagem busca causar certo impacto entre os jovens. Algumas estatísticas foram apresentadas. No Brasil, cerca de 40 mil pessoas morrem em acidentes de trânsito por ano.

Alguns dos alunos ouvintes da palestra acabaram de completar 18 anos. Um deles está em fase de habilitação. O conteúdo se concentrou nos condutores de automóveis e motociclistas, além de abordar também ciclistas e pedestres. Os palestrantes falaram, dentre outras coisas, sobre os equipamentos básicos de segurança, como cinto (inclusive no banco de trás), capacete, cadeirinha de bebê etc.

Eles também exibiram algumas peças publicitárias de conscientização e explicaram o funcionamento da Superintendência de Transporte e Trânsito da prefeitura, dando dicas quanto à interlocução entre os munícipes e o setor, como, por exemplo, a importância de se denunciar ao setor veículos há muito tempo parados em um mesmo lugar. Esses veículos podem se tornar focos de mosquitos e já podem ser considerados sucata.

Os palestrantes distribuíram camisas e cadernos da campanha educativa para os alunos. Além do Colégio Conde Pereira Carneiro, a Semana do Trânsito também incluiu palestras no Ciep 495 Guignard, do Parque das Palmeiras; na Escola Estadual Almirante Álvaro Alberto, da Vila Residencial de Mambucaba; e no Colégio Estadual Leopoldo Américo de Mello (Cellam), da Vila Residencial da Petrobras.