PPP de iluminação pública de Angra na Bolsa de Valores de SP

O prefeito detalhou o projeto para 17 empresas interessadas

Quinta-Feira, 12/12/2019 | Superintendência de Comunicação .

O projeto de concessão administrativa (parceria público-privada – PPP) que visa a implantação, instalação, recuperação, modernização, eficientização, expansão, operação, manutenção e melhoramento de 100% da rede de iluminação de Angra dos Reis foi apresentado, nessa quarta-feira (11), na Bolsa de Valores de São Paulo – B3. O evento foi aberto pelo prefeito, que estava acompanhado dos secretários de Governo e Relações Institucionais e de Planejamento e Gestão Estratégica.
- Nosso objetivo é substituir as tradicionais lâmpadas por LED e trazer mais qualidade de vida e segurança para nossa cidade. O cidadão comum não vai pagar nenhum real a mais, apenas os 400 maiores consumidores de energia, que são empresas de médio e grande porte, terão um acréscimo de R$ 100. E a empresa que vencer a concorrência vai investir na cidade R$ 23 milhões em três anos, gerando emprego e assegurando iluminação de LED em todas as ruas da cidade. Apenas os – explicou o prefeito.
Participaram do Road Show 17 empresas interessadas em conhecer o projeto de PPP de Iluminação Pública de Angra dos Reis, cuja licitação está prevista para o mês de fevereiro. Uma vereadora da Câmara de Angra, o superintendente de Políticas Públicas e a assessora de Planejamento Estratégico também acompanharam a apresentação.
A PPP de Iluminação Pública prevê 100% de troca de luminárias para a tecnologia LED, ao longo de 36 meses, gerando uma economia de 42,5% na conta e 100% de eficientização da norma técnica. Estão também previstos 153 pontos de expansão, que vão estar disponíveis para ligações de eventos tradicionais da cidade, como a FITA e festas religiosas. Outro benefício é a iluminação de destaque de 21 bens culturais e turísticos. Haverá também um call center com atendimento ao público 24 horas, sete dias da semana, com um canal de atendimento 0800.
O meio ambiente também será beneficiado, pois o LED não possui mercúrio em sua composição, haverá uma economia mensal de 25 toneladas de emissão de CO2, o descarte de resíduos será ambientalmente correto, tudo com certificação ISO 14.001. O valor da contraprestação mensal será de, no máximo, R$ 489,2 mil mensal. O prazo de concessão é de 15 anos.
- Angra dos Reis será a segunda cidade no Brasil a realizar um certame de iluminação pública na Bolsa de Valores de São Paulo. Todo o modelo de PPP foi elaborado com muito critério e responsabilidade, ao longo de dois anos e meio, por isso estamos absolutamente seguros do que estamos fazendo. Nossa expectativa é assinar o contrato em fevereiro e, em três anos, constatar uma verdadeira revolução na iluminação pública de Angra dos Reis – destacou o secretário de Governo.