Prefeitura de Angra distribui máscaras para a população

A ação, que começou hoje nas ruas do Centro, vai acontecer também nos bairros

Quarta-Feira, 22/04/2020 | Superintendência de Comunicação .

A partir de hoje (22), a Prefeitura de Angra tornou obrigatório o uso de máscara pela população nos espaços públicos ou de uso coletivo. O Decreto nº 11.625, que apresenta a normativa, foi publicado no fim da tarde de ontem (21) no Boletim Oficial.

Para ajudar a população a se prevenir da Covid-19 e a cumprir o decreto municipal, a prefeitura está distribuindo máscaras descartáveis para os moradores. Com todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) necessários, os agentes percorreram hoje os principais locais de aglomeração do Centro, como pontos de ônibus, filas de bancos e casas lotéricas, higienizando as mãos dos moradores com álcool em gel 70%, fornecendo as máscaras e orientando-os sobre a maneira correta de utilização. O mesmo trabalho será realizado em outros bairros do município, dentre eles, Parque Mambucaba, Frade, Japuíba, Jacuecanga e Monsuaba.

– Achei ótima a iniciativa da prefeitura para proteger o povo de Angra. Muitas pessoas não têm condições de comprar máscaras, e receber uma é algo muito bom – diz a moradora da Caputera I, Ideilda Batista, que logo ao chegar no Centro foi abordada e recebeu sua máscara.

O secretário de Saúde explica a importância do uso das máscaras nesse momento.

– Quem tem a necessidade de sair de casa deve usar a máscara para evitar o contágio do coronavírus. Ele é um vírus respiratório e, por isso, existe a necessidade desta proteção. Quando as duas pessoas estão utilizando máscara, tanto a infectada quanto a não infectada, a chance da contaminação é de apenas 1,5% – explica o secretário de Saúde, que também fez questão de alertar sobre a necessidade do descarte correto.

– Após a utilização, a pessoa deve depositar a máscara dentro de um saco plástico e amarrá-lo. Dessa maneira impedimos que o vírus consiga contaminar outras pessoas – orienta.

O prefeito lembra que também podem ser usadas máscaras de confecção caseira, conforme as orientações do Ministério da Saúde.

– A prefeitura vai distribuir máscaras nas ruas de todo o município, mas não temos como distribuir para toda a população. É importante que aqueles que possam, assim como as empresas, comprem as máscaras produzidas pelas artesãs e pelos artesãos da nossa cidade. Isso vai gerar renda para quem produz e ajudar na proteção das pessoas – orienta o prefeito.

O trabalho de distribuição de máscaras envolve agentes das secretarias de Governo e Relações Institucionais, Administração/Superintendência de Infraestrutura, Proteção e Defesa Civil e Serviço Público.

Descarte correto de máscaras

Antes de serem descartados diretamente no lixo, máscaras e demais Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) devem ser colocados num saco plástico bem fechado, dentro do lixo comum das residências (de preferência, no saquinho de lixo do banheiro).

Eles não podem ser jogados em vias públicas ou lixeiras de qualquer maneira, porque podem servir como focos de contaminação do coronavírus. É muito importante seguir essas instruções, já que esse gesto simples preserva a vida daqueles que recolhem o lixo e ainda ajuda o município na luta contra a Covid-19;.