Creche do Campo Belo é entregue à população

Finalização da obra aconteceu nesta sexta-feira (14). A unidade de educação está pronta para funcionar quando a pandemia acabar.

Sexta-Feira, 14/08/2020 | Superintendência de Comunicação .

Os moradores do Campo Belo podem comemorar. Assim que terminar a pandemia, eles contarão com uma creche novinha e totalmente estruturada para atender às crianças do bairro.

A entrega da obra aconteceu hoje (14), com a presença do prefeito, de secretários municipais, vereadores, moradores da localidade e de parentes de Dalva Regina de Alcântara Pimenta, ex-presidente da Associação de Moradores do bairro, falecida há alguns anos, e que dará nome à creche.

Com essa boa notícia, o governo reafirma seu compromisso com o aumento da oferta de vagas de creche e pré-escola e o aprimoramento da infraestrutura da rede pública de Educação Infantil.

- O município de Angra tinha perdido o recurso para a construção dessa creche. Abandonaram isso aqui, e esse espaço seria invadido. Logo que eu assumi meu atual mandato, fui a Brasília, e com o conhecimento que tive quando fui deputado federal, recuperamos o dinheiro no MEC. Hoje estamos aqui entregando essa obra para a população do Campo Belo – comemora o prefeito.

A creche tem 564,50 m² de área construída e capacidade para atender 120 crianças em dois turnos, ou 60 crianças em período integral, na faixa etária de 1 a 3 anos e 11 meses.

- Entendemos que a creche é um equipamento que educa. A educação além de contribuir para o aspecto pedagógico, de conhecimento, ela também é um ato de cuidar, no sentido de aprender a se educar, usar o banheiro, escovar os dentes, a ter uma alimentação, uma rotina – explica a secretária de Educação.

A unidade possui oito salas de aula, quatro banheiros, sala de leitura, sala de informática, lactário, cozinha, refeitório, depósito, vestiário, área de serviço, recepção, almoxarifado, sala de direção, sala de professores e secretaria.

- As crianças aqui do bairro ficam muito nas ruas, então essa creche veio para ajudar. Aqui as crianças serão cuidadas. Também fico muito feliz porque leva o nome da minha mãe, uma guerreira que batalhou muito pelo Campo Belo – afirmou a copeira e bombeira civil, Dávila Regina de Alcântara Pimenta.