Prefeitura inicia ensino remoto

Alunos podem estudar online e aqueles que não tiverem acesso à internet receberão material impresso

Quarta-Feira, 23/09/2020 | Superintendência de Comunicação .

A Prefeitura de Angra, por meio da Secretaria de Educação, começou a desenvolver, nesta semana, o ensino remoto. Os profissionais foram convocados e agora deverão desenvolver suas atividades à distância, com cumprimento integral de sua jornada de trabalho, observadas algumas adequações.
Essa decisão faz parte do Plano de ação para a educação na rede municipal no contexto da pandemia Covid-19, divulgado ontem (22), no Boletim Oficial do Município, disponível no site www.angra.rj.gov.br .
O objetivo principal do plano é rever e criar novas ações pedagógicas garantindo o cumprimento da carga horária obrigatória para o ano letivo de 2020, priorizando a segurança e preservando a saúde de todos os estudantes e profissionais da educação.
As atividades para os alunos da Educação Infantil estão sendo disponibilizadas na plataforma de Apoio Pedagógico para Orientação e Interação de Angra dos Reis (Apoiar), da Secretaria de Educação, no endereço www.sectonline.com.br/apoiar ou no site oficial da Prefeitura de Angra dos Reis www.angra.rj.gov.br.
Os pais ou responsáveis podem também ir na Play Store e baixar o aplicativo da SectOnline no celular ou tablet. Os alunos que não têm acesso à internet poderão estudar retirando material impresso na escola onde está matriculado, a partir do dia 5 de outubro.
Os estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) deverão acessar a Apoiar e complementar as atividades por meio dos livros de português e matemática comprados pela prefeitura e que devem ser retirados em suas escolas, também a partir de 5 de outubro. Os que preferirem, poderão realizar as lições complementares utilizando a plataforma Moderna Edu, no site modernaedu.com.br .
Os alunos dos anos finais do Fundamental (6º ao 9º ano) também estão utilizando a Apoiar e deverão fazer a complementação da aprendizagem utilizando livros do Plano Nacional de Livros Didáticos, programa do Governo Federal.
Acessar as plataformas é fácil e rápido, será necessário apenas ter o número de matrícula do estudante e uma senha elaborada pelo responsável. É bom destacar que todos os alunos, da Educação Infantil ao EJA, que não possuírem acesso aos meios digitais, receberão ainda um kit de material escolar que vai variar de acordo com as necessidades de cada fase.
Os professores devem elaborar no mínimo seis atividades semanais, as quais devem ser postadas na plataforma Apoiar. Em seguida devem acompanhar e corrigir as lições não presenciais disponibilizadas. A realização dos exercícios será convertida em frequência para os estudantes.
Até que as autoridades sanitárias liberem o retorno das aulas presenciais, o ensino permanecerá de forma remota. Seguindo o novo calendário letivo de 2020, criado pela Secretaria de Educação, o término das atividades só ocorrerá em 30 de janeiro de 2021, com o período de férias tendo início em 01 de fevereiro indo até 02 de março.