Educação ouve demandas das comunidades indígena e quilombola

Pauta foi discutida em reunião entre o secretário de Educação e representantes do Conselho de Promoção da Igualdade Racial

Segunda-Feira, 05/04/2021 | Superintendência de Comunicação .

Dialogar sobre as demandas educacionais das comunidades indígena e quilombola de Angra dos Reis. Foi com este objetivo que o secretário de Educação da prefeitura recebeu, no último dia 24, uma comissão do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, o COMPIR.

Participaram do encontro com o secretário a presidente do conselho, Jaqueline Máximo; o cacique da Aldeia Sapukai, Aldo Fernandes; o professor indígena, Algemiro da Silva; as representantes do Quilombo Santa Rita do Bracuí, Marilda Souza e Raísa Francisco, além de representantes da Secretaria de Educação e do Conselho Municipal de Educação.

Na ocasião, os representantes da Aldeia e do Quilombo expuseram a necessidade de atendimento nestas comunidades por meio da construção de novas unidades escolares. A presidente do COMPIR, Jaqueline Máximo, também falou sobre as dificuldades destas comunidades e das localidades periféricas no acesso aos recursos tecnológicos para a realização das atividades virtuais propostas pelos sistemas de ensino. Além disso, Jaqueline apresentou uma série de exemplos exitosos de projetos relacionados à educação e à diversidade que gostaria de ver continuados na rede municipal.

O secretário de Educação acolheu as demandas apresentadas e expôs o cenário atual de grandes desafios, em função da pandemia.

- Apesar das dificuldades, não mediremos esforços para buscar recursos e parcerias necessárias para o atendimento também das comunidades tradicionais do nosso município. Estamos à disposição de vocês para que possamos potencializar as ações de fortalecimento cultural nas comunidades indígena e quilombola – frisou o secretário, informando que o diálogo foi muito proveitoso para todos e será mantido.