Centro de Oncologia será aberto amanhã

Pacientes com câncer poderão se tratar sem sair da cidade

Segunda-Feira, 28/09/2020 | Superintendência de Comunicação .

A Prefeitura de Angra abre amanhã (29), às 11h, a Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia Christiane Jordão (Unacon), que vai funcionar no Hospital Municipal da Japuíba (HMJ). Com isso, os pacientes com câncer que atualmente precisam sair do município para se tratar poderão receber os cuidados na própria cidade.

O novo serviço contará com atendimento em oncologia clínica e cirúrgica, disponibilizando aos usuários do SUS atendimento em quimioterapia e cirurgias oncológicas. As cirurgias de câncer vão acontecer na própria estrutura do hospital. Haverá atendimento com médico oncologista clínico, que definirá a conduta de tratamento a ser seguida e coordenada às atividades de quimioterapia. Terá ainda outra equipe de cirurgia oncológica que fará os procedimentos cirúrgicos, quando solicitados pelo oncologista.

Neste início de trabalho, o paciente com diagnóstico de câncer deve ir até a Secretaria de Saúde e fazer sua solicitação de tratamento. Essa informação será repassada à Unacon para definir o agendamento com o oncologista. O médico especialista vai então acolher o paciente e decidir como será o seu tratamento.

As pessoas que já fazem tratamento fora domicílio poderão optar em continuar onde estão ou serem transferidas para Angra. Aquelas que decidirem mudar serão acolhidas e o serviço de assistência social da Unacon auxiliará no processo de transferência do prontuário do paciente para definir como se dará a continuidade do tratamento.

No total, o serviço ocupará 242,40 m², abrigando a recepção, dois consultórios e sala de aplicação de quimioterápicos com 12 cadeiras para atendimentos simultâneos em quimioterapia, sendo dois leitos, além de estrutura de apoio. A realização dos procedimentos cirúrgicos oncológicos ocorrerá no centro cirúrgico do hospital, também com a oferta de exames diagnósticos de endoscopia e colonoscopia.

De início, os serviços serão custeados pela Prefeitura de Angra. Em um segundo momento, após a habilitação pelo Ministério da Saúde, o serviço passará a ser regional, tornando Angra dos Reis referência em atendimento oncológico.

Secretarias relacionadas: Saúde