Planner Corretora vai administrar fundo imobiliário de Angra

A licitação aconteceu na tarde de hoje (6), na Bolsa de Valores de São Paulo (B3)

Quinta-Feira, 06/05/2021 | Superintendência de Comunicação .

Angra dos Reis continua buscando soluções inovadoras que viabilizem investimentos em diversas áreas, contribuindo assim para o desenvolvimento da cidade. Um exemplo é a licitação para a administração e gestão do Fundo Imobiliário do município, que ocorreu hoje (6), na Bolsa de Valores de São Paulo – B3.

A vencedora da licitação foi a Planner Corretora de Valores S.A, com sede em São Paulo. Ela apresentou a proposta de receber 2% ao ano pelo serviço. A empresa poderá obter outros ganhos se bater a meta na venda de ativos estipulada no contrato.

Segundo o prefeito, o município busca atrair investimentos visando a ampliação da oferta de emprego e a geração de renda, fortalecendo assim a economia e o desenvolvimento da cidade.

- Iniciamos esse fundo com R$ 50 milhões, mas a prefeitura tem outros imóveis e ele pode ser ampliado. O que observamos aqui hoje é a modernização da gestão pública de Angra dos Reis. Essa parceria vai ser exemplo para outros municípios, fico feliz por vocês acreditaram na nossa cidade – afirmou o prefeito de Angra, que participou do evento ao lado do vice-prefeito, do secretário-executivo de Planejamento e Gestão Estratégica e de seis vereadores angrenses.

O Fundo Imobiliário licitado hoje compreende 16 imóveis alienados e desafetados, que poderão ser vendidos, permutados ou que o município possa ser cotista em empreendimentos, gerando um patrimônio de investimentos de R$ 50 milhões.

As áreas ficam localizadas no Condomínio Portogalo (4), Condomínio Garatucaia (1), Condomínio do Frade (2), Retiro (4), Ribeira (1) e Ilha da Gipoia (1). O município possui estes terrenos porque parte da área aprovada para loteamento é destinada para fins públicos. Além destes 13 terrenos, há outras três áreas no Centro da cidade para a construção do Centro Administrativo da Prefeitura. Nelas, o município será cotista em empreendimentos, uma vez que se pretende destinar alguns espaços para fins comerciais.

- Angra está buscando soluções criativas para potencializar a capacidade de investimento, e com o êxito de hoje a partir do segundo semestre já iniciaremos as operações com o Fundo – informou o secretário-executivo de Planejamento e Gestão Estratégica.

O projeto do Fundo Imobiliário foi desenvolvido pela Secretaria de Governo e Relações Institucionais, via Secretaria-Executiva de Planejamento e Gestão Estratégica, Instituto Municipal do Ambiente de Angra dos Reis (Imaar), que realizou o levantamento das áreas, e da Procuradoria Geral que avaliou os imóveis.