Café de Minas poderá ser exportado pelo porto de Angra

Empresário do setor portuários e do café defendem recuperação de alguns trechos da linha férrea para trazer cargas para o terminal portuário angrense

Quarta-Feira, 24/11/2021 | Secretaria Executiva de Comunicação .

Nesta semana a cidade recebeu uma notícia há muito esperada e buscada pelo governo municipal. Trata-se de um plano para levar o café do Sul de Minas Gerais por trilho, até o porto de Angra dos Reis. Não é de hoje que o prefeito o município vem buscando parcerias e apoio para que o terminal portuário angrense retome suas atividades, fortalecendo a economia e gerando empregos.
- O porto é muito importante pra a economia da cidade. Meu pai já dizia: quando o porto vai bem a cidade vai bem, referindo-se aos tempos áureos do terminal portuário angrense, que já gerou centenas empregos em Angra dos Reis – salientou o prefeito de Angra.
De acordo com o publicado, o investimento a ser feito para a recuperação de alguns trechos da linha férrea que liga Lavras (MG) à Angra e que foi danificada com as fortes chuvas de 2009/2010, é defendido pelo grupo Porto Seco Sul de Minas e pela Splenda, que administra o porto angrense, porque as exportações feitas pelo Porto Seco chegam ao Porto de Santos em caminhões, que tem um custo muito maior e ainda com elevado risco de acidentes.
O levantamento feito pelo Grupo de Estudos Econômicos do Sul de Minas e publicado no jornal Valor Agronegócio, a movimentação anual chega a 100 mil contêineres. Com o novo corredor logístico, o volume poderá dobrar.
O secretário de Desenvolvimento Econômico do Município está acompanhando tudo de perto, inclusive estará junto com o diretor da Splenda recebendo a visita técnica de um empresário do café de Minas Gerais.