Vacinação contra brucelose acontecerá no Belém e Ariró

Doença pode ser transmitida para humanos pelos laticínios não pasteurizados ou pelo contato direto com animais doentes

Quarta-Feira, 13/04/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

A Prefeitura de Angra, por meio de sua Secretaria de Agricultura, Aquicultura e Pesca, está realizando nesta semana uma ação de vacinação contra a brucelose nos bairros Ariró e Belém. O trabalho é feito a pedido de produtores rurais e passa também por outras localidades, conforme a demanda. Nos dois bairros citados, mais de 30 animais foram imunizdos até o momento. A vacina contra a doença é aplicada em bezerras dos três aos oito meses.

A brucelose, também conhecida como febre de Malta, de Gilbratar, mediterrânea ou ondulante, é uma doença crônica causada pelas bactérias do gênero Brucella, transmitida dos animais para os humanos, pelos laticínios não pasteurizados ou pelo contato direto com animais doentes. No homem, seus sintomas podem ser confundidos com os da gripe, com febre recorrente, sudorese noturna, fraqueza, cansaço, dor de cabeça, no abdômen e nas costas. Na forma crônica, esses sintomas ficam mais intensos.

A equipe de vacinação é composta por um veterinário e dois técnicos em agropecuária e conta com o apoio do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-Rio). A ação é feita conforme a demanda dos produtores rurais, quando há um significativo número de animais na idade recomendada para serem vacinados (três a oito meses). Contra a brucelose, bezerros machos não são vacinados, somente as bezerras.

Os produtores interessados nas imunizações de seus rebanhos (brucelose, antirrábica, antiaftosa...) devem entrar em contato com o Diretoria de Agricultura e Pecuária da Prefeitura, pelos telefones 3377-6080 e 3377-5352.