Defesa Civil se reúne com moradores do Aventureiro

Encontro realizado na localidade serviu para ouvir os anseios dos moradores em relação às consequências das chuvas de abril

Quinta-Feira, 12/05/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

Localizada em uma das áreas mais remotas do município, a Praia do Aventureiro recebeu representantes das secretarias executivas da Defesa Civil e da Ilha Grande, além de membros do INEA, nesta terça-feira, 10 de maio. Os assuntos do encontro foram as maiores necessidades da população local após as chuvas que atingiram níveis históricos em abril deste ano e importância do restabelecimento do turismo, principal atividade econômica para a região.

Após o temporal que assolou a cidade no mês passado, a Defesa Civil produziu um laudo que atesta o perigo de deslizamentos e rolamentos de pedras em um espaço que abrange praticamente 30% da área habitada da Praia do Aventureiro. Por questões de segurança, está proibida, por prevenção, a visita e a permanência de turistas na localidade, sendo que algumas casas foram interditadas. No momento, 20 pessoas estão desalojadas e recebendo apoio da Prefeitura em um abrigo temporário.

– Nossa missão, além de ouvir os moradores, também avaliar alternativas para melhorar a comunicação com os líderes comunitários e para o restabelecimento oficial, junto à comunidade, do turismo na região. O objetivo é priorizar sempre a segurança de todos – explica o secretário executivo de Proteção e Defesa Civil, Jairo Fiães.

Os moradores pediram rapidez quanto à avaliação dos possíveis locais seguros na Praia do Aventureiro para a construção de novas residências. Quanto à comunicação com os líderes comunitários, até o momento a melhor forma encontrada foi por meio de compartilhamento de mensagens oficiais usando aplicativos, já que a comunidade tem internet via satélite, criando um grupo específico para os moradores da região.

Para o início do restabelecimento do turismo, a primeira sugestão acordada entre os participantes da reunião foi no sentido de serem instaladas demarcações e placas de orientação, contando com a própria comunidade no fornecimento de informações aos turistas. O Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil (NUDPEC) fornecerá aos moradores treinamento comunitário sobre o sistema de alerta e alarme e noções em Defesa Civil, com o trabalho sendo iniciado o mais rápido possível, para que em novembro deste ano, quando começa a temporada de chuvas mais significativas, todos estejam treinados. A Defesa Civil está trabalhando também no estudo de viabilidade quanto à implantação de rádios VHF no local.