Cultura de Angra visita Arquivo Público de Campos

Objetivo da gestão é implantar o equipamento para salvaguardar a história da cidade

Quarta-Feira, 17/08/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

O secretário de Cultura e Patrimônio de Angra dos Reis, Andrei Lara, esteve na terça-feira, 16, na cidade de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, onde visitou o Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho, referência no setor e considerado um dos cinco melhores de todo o país. Acompanhando o secretário, também estava presente a coordenadora de Arquivologia de Angra, Martha Myrrha.

Andrei Lara foi recebido pela presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), Auxiliadora Freitas, e pela coordenadora do Arquivo, Rafaela Machado.

– Eu sempre tive ótimas referências sobre o Arquivo de Campos e, hoje, pude comprovar que vocês têm um dos melhores e mais completos do país. Vim para buscar conhecimento e, com muito orgulho, aprender com vocês. Quero deixar os parabéns pelo ótimo trabalho desempenhado por essa equipe, que muito me inspirou – disse Andrei, em Campos.

O arquivo público municipal, importante fonte de informação, é peça-chave para a melhoria da boa governança do Estado e para o atendimento das demandas relacionadas à cidadania, como informações sobre os atos governamentais, andamento e solução de questões administrativas, econômicas e jurídicas, assim como informações sobre saúde, educação, meio ambiente, raízes históricas do município, festas e costumes regionais.

A partir da iniciativa, o gestor público e os cidadãos podem ter acesso a diversos tipos de serviço, como instrumentos de gestão e transparência pública e mecanismos de pesquisa para busca informações sobre o Diário Oficial, história da cidade, memória local, ação cultural e visita guiada, além de emissão de certidões probatórias e reprodução de documentos.

– Ficamos muito felizes com a visita do secretário. Desejamos que Angra dos Reis consiga montar um arquivo com estrutura semelhante ao do nosso município e possa, com isso, viver a maravilhosa experiência de ter um local para guardar sua memória documentada – ressaltou Auxiliadora Freitas.

Rafaela Machado também ficou honrada com a visita, apontando a importância que o Arquivo de Campos possui.

– Nosso Arquivo é referência e isso nos enche de orgulho. Temos uma trajetória consolidada nos últimos 21 anos que nos credencia a indicar modelos de gestão para outros municípios. Ter um equipamento com esse porte é fundamental. Tenho a certeza de que em Angra a comunidade poderá comprovar a importância disso em um futuro próximo – observou a coordenadora do Arquivo de Campos.