Outubro Rosa com Dia D da mamografia

No sábado, 22 de outubro, várias ESFs do município estarão abertas para receber as mulheres numa grande ação de prevenção ao câncer de mama

Quinta-Feira, 20/10/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

No mês em que é celebrado o Outubro Rosa, movimento mundial voltado à conscientização e à prevenção do câncer de mama, a Prefeitura de Angra vai organizar o Dia D da Mamografia, no sábado, 22 de outubro, voltado às mulheres que não têm cadastros nas unidades de saúde e que, por conta do trabalho semanal, não conseguem fazer suas consultas médicas entre segunda e sexta-feira.

Vinte unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF) estarão preparadas para receber mulheres na faixa etária entre 50 e 69 anos e aquelas a partir de 35 anos com histórico de câncer de mama na família, para o agendamento do exame. Elas passarão por consultas e, se necessário, serão agendadas as mamografias. Aquelas que fizeram o último exame em um prazo máximo de até dois anos não precisarão efetuar uma nova mamografia.

A lista de unidades que vão participar da ação, oferecendo as consultas às mulheres, é: Clínica da Família (Centro), ESF Balneário, ESF Praia do Anil, ESF Glória/Peres, ESF Morro da Cruz, ESF Sapinhatuba I, ESF Marinas, ESF Areal /Campo Belo 2, ESF Encruzo, ESF Nova Angra 1, ESF Serra d’Água, ESF Banqueta, ESF Abraão, ESF Bracuí, Clínica da Família do Frade, ESF Frade Constância, ESF Camorim Pequeno, ESF Camorim Grande, ESF Jacuecanga, ESF Monsuaba, ESF Japuíba I e ESF Japuíba II e III.

BUSCA ATIVA PARA REALIZAR EXAMES

Durante todo o mês de outubro, as equipes da Estratégia da Saúde da Família das unidades de Atenção Primária também vão fazer a busca ativa das mulheres na faixa etária entre 50 e 69 anos, para que elas efetuem a mamografia de rastreio, exame de rotina em mulheres sem sinais e sintomas de câncer de mama – incluindo também mulheres a partir de 35 anos com histórico de câncer de mama na família.

Como a busca ativa será feita nos pacientes cadastrados pela Atenção Primária, é importante que as mulheres nas faixas etárias citadas e que não estão cadastradas procurem as Unidades da Estratégia da Saúde da Família para efetuar o cadastro e, a partir dessa ação, passar a marcar as suas mamografias.


CEMS E HMAR APRESENTAM PROGRAMAÇÕES ESPECIAIS

Nos CEMs do Centro, Parque Mambucaba, Japuíba e Jacuencaga, as programações especiais relacionadas à realização do Outubro Rosa começam amanhã. Nesta quinta-feira, 20, no Cem Parque Mambucaba, a ação começa às 9h, contando com palestra, música e compartilhamento de experiências, finalizando às 16h. No CEM Centro, as ações acontecem em 26 e 27 de outubro, sendo iniciadas às 8h, com palestras sobre a importância do preventivo, coleta e marcação do preventivo e sobre a importância do autoexame das mamas, além de consulta de enfermagem em naturopatia e auriculoterapia, contando ainda com oferecimento de teste rápido (sífilis, HIV e hepatite B e C – 9h30 às 12h e 14h às 16h).

Ainda no dia 27, no CEM Japuíba, a programação vai contar com a palestra “Câncer de Mama e Cólon do Útero”, com a doutora Lilian Venuto, a partir das 8h. Para finalizar, no dia 31 de outubro, no CEM Jacuencanga, das 8h às 15h acontecem várias ações, como oficina informativa, às 9h30, palestra sobre câncer de mama e o autocuidado com as mamas e fibromialgia, entre 10h e 10h40, palestra sobre câncer de colo de útero e a realização do preventivo, às 13h, além de oferta de teste rápido (sífilis, HIV e hepatite B e C – 9h30 às 12h e 14h às 16h). Todos os eventos são abertos ao público e, nos CEMs Parque Mambucaba e Jacuecanga, haverá sorteio de brindes.

No Hospital e Maternidade de Angra dos Reis (Hmar), a programação, que começou na última quarta-feira, 19 de outubro, voltada às profissionais da unidade, segue nesta quinta, 20, com palestra sobre câncer de colo e de mama às 10h e palestra sobre empoderamento feminino, às 15h. Na sexta-feira, às 10h, a programação é aberta com uma roda de conversa sobre o tema, e às 14h, acontece show de talentos femininos – música, artesanato, coreografias etc. Às 19h30, finalizando, sessão de cinema “Cine Pipoca”. Durante todo o mês serão realizados coletas do exame cipatológico das colaboradoras da instituição, no Projeto + Vida.

HMJ com programação para as funcionárias e Coordenação da Saúde da Mulher em bate-papo sobre o tema

Desde o dia 4 de outubro, o Hospital Municipal da Japuíba (HMJ) vem oferecendo uma programação especial referente ao Outubro Rosa, com exame de mama e coleta de exame papanicolau às funcionárias do HMJ. Na sexta agora, 21, a ação acontece das 9h às 14h, e no dia 26, das 13h às 17h.

Nesta quarta-feira, 19 de outubro, o auditório do HMJ recebeu um dia inteiro de ações relacionadas ao mês do combate ao câncer de mama. Começou às 9h contando com ginástica laboral – 9h15 –, palestras sobre sensibilidade do autoexame das mamas e preventivo – 9h30 –, autoestima – 9h40 – e alimentação saudável – 10h20. Às 11h, foi a vez da fisioterapia pélvica; às 13h30, foram ofertados depoimentos sobre o câncer de mama e o Outubro Rosa; às 15h, roda de conversa, e às 16h, aconteceu o encerramento da programação.

Na quinta-feira, 13 de outubro, a Coordenação da Saúde da Mulher organizou um bate-papo sobre o assunto no Centro de Estudos Ambientais (CEA), na Praia da Chácara, às 14h, contando com palestras sobre o tema para um público diversificado, considerado como possível multiplicador das informações, sendo formado em sua maioria por lideranças femininas – indígenas, servidoras públicas, estudantes de enfermagem e medicina e portadores de deficiências.

OUTUBRO ROSA E CÂNCER DE MAMA NO BRASIL

O movimento internacional de conscientização para a detecção precoce do câncer de mama, Outubro Rosa, foi criado no início da década de 1990, quando o símbolo da prevenção ao câncer de mama — o laço cor-de-rosa — foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York (EUA) e, desde então, promovida anualmente.

No Brasil, excluindo os tumores de pele não melanoma, o câncer de mama é o mais incidente em mulheres de todas as regiões, com taxas mais altas nas regiões Sul e Sudeste.

De acordo com informações do Instituto Nacional do Câncer, para o ano de 2022 foram estimados 66.280 casos novos, o que representa uma taxa ajustada de incidência de 43,74 casos por 100 mil mulheres. Em Angra, atualmente são 88 pacientes assistidos pelo SUS, em tratamento contra o câncer de mama.