Angra celebra a Consciência Negra no Centro e Quilombo

Lavagem do busto de Zumbi, missa afro, rodas de samba e capoeira foram algumas das atrações

Quinta-Feira, 24/11/2022 | Secretaria Executiva de Comunicação .

A Prefeitura de Angra dos Reis, por meio da Secretaria de Cultura e Patrimônio e com o apoio da Setorial Afro do Conselho Municipal de Políticas Culturais e Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial, realizou no último domingo, dia 20, celebrações alusivas ao Dia da Consciência Negra. As atividades se concentraram na Praça Zumbi dos Palmares e no Quilombo Santa Rita do Bracuí, com a força do movimento negro e da participação popular em geral. Os evento tiveram ainda o apoio da União Municipal de Umbandistas e Candomblecistas de Angra dos Reis (Umucar)

– Celebrar o Dia da Consciência Negra é antes de tudo um agradecimento aos nossos ancestrais, ao povo negro que percorreu todo esse caminho até os dias atuais com muito trabalho, muito suor, muita luta, para que hoje muitos direitos estejam garantidos e nossa cultura preservada – comenta Andrei Lara, secretário de Cultura e Patrimônio da Prefeitura.

A programação contou com xirê (roda de canto e dança, conforme as tradições de matrizes africanas); lavagem do busto de Zumbi dos Palmares; apresentação do conjunto infantojuvenil Impacto, formado por jovens da Monsuaba que fizeram um coral com músicas africanas e também traduzidas para o português; roda de capoeira (Roda entre Amigos); Jongo Bindito Cruz, da Vila Histórica de Mambucaba; música com os artistas Etiópia e Marisco (“Música e arte de um povo livre”); e, no encerramento, a apresentação do grupo Nosso Som.

A celebração teve a parceria da Paróquia São Sebastião do Frade, que organizou a programação no Quilombo Santa Rita do Bracuí. Lá houve missa afro, almoço e roda de samba comandada pelo grupo Nosso Som.

– Angra dos Reis tem um laço muito forte com a cultura negra, que é riquíssima. É nossa obrigação, enquanto gestores públicos, celebrá-la, envolver os movimentos negros e apoiar as tradições do nosso povo – reforça o secretário de Cultura e Patrimônio.